Este post faz parte da Série – Como fazer um Cronograma.


O que é um cronograma

É uma ferramenta para gerenciamento do Tempo de um Projeto.

Sua essência é a composição de uma lista de atividades interligadas por relações de dependência (obrigatórias, arbitrárias e externas), que aplicadas sobre um calendário (datas, feriados) e após a análise da disponibilidade de recursos humanos/materiais (Nivelamento de Recursos), possibilita a identificação e controle da data de realização de atividades.

O cronograma normalmente é baseado no Gráfico de Gantt, que é uma ferramenta gráfica para visualização do trabalho ao longo do tempo.

O grande segredo do cronograma é a identificação do Caminho Crítico, pois apenas com essa técnica o Gerente de Projetos têm a possibilidade de aplicar técnicas de controle (Fast Track, Crashing, Corrente crítica, buffers etc) que aumentem a probabilidade de entregar o projeto no prazo estipulado.

Como fazer um cronograma

A forma mais simples para explicar como montar é listar o passo a passo do processo:

  • Montar a EAP (Estrutura Analítica do Projeto);
  • Listar atividades;
  • Estimar duração das atividades;
  • Definir Recursos das atividades;
  • Definir dependências entre as atividades;
  • Definir calendário para os recursos;
  • Definir data inicial do projeto;
  • Montar cronograma em uma ferramenta de Gestão de Projetos;
  • Nivelar recursos;
  • Identificar e analisar o caminho crítico;
  • Traçar uma linha de base;
  • Iniciar o monitoramento e controle do projeto.

Ciclos de vida de projetos

O ciclo de vida é baseado na natureza do projeto, os 3 mais comuns são:

  • Cascata – As atividades são executadas de inicio a fim apenas uma vez.
  • Iterativo – As fases do projeto se repetem iterativamente
  • Iterativo incremental – A cada iteração são definidos ou executados novos requisitos no projeto;

Recomendações práticas sobre uso do cronograma

  • Mesmo nos projetos mais simples, identifique o caminho crítico;
  • Cronograma desatualizado não serve para nada;
  • O cronograma deve ser distribuído às equipes do projeto, senão não saberão que atividade fazer na sequencia;
  • Atividades não devem ser maiores que 40 horas, nem menores que 4 horas;
  • Use um padrão de atualização como 20-50-100, 20-50-80-10, 50-100 ou 0-100. Geralmente não é relevante encontrar o percentual exato de completude de uma atividade;
  • O cronograma por si só não garante entregas no prazo, para isso dependemos das pessoas;
  • Use uma ferramenta de apoio para geração e controle de cronograma, fazer no Excel geralmente não compensa o trabalho.

Leia mais na Parte 2 – Como estruturar um cronograma.

Se você procura um treinamento completo, acesse meu treinamentos online de MS-Project,  é o mais completo do mercado, com 5 horas de vídeo-aulas abordando conceitos e guias de como fazer.

Eli Rodrigues

There are 22 comments for this article
  1. Sam at 11:38

    Boa ajuda. Obrigado! Só gostaria de saber o que é a “EAP”. Não vejo esta sigla explicada ou por extenso.

  2. Priscila Scupakovas at 13:39

    O site é excelente! Me tornei fã! Trabalho com planejamento de obras e o conteúdo é muito bom 😀 Para´bnes

  3. paulo sergio paquiela at 08:44

    deixe um gráfico disponível para que os leigos possa adiquirir e aprender mais so na palavra fica difícil fazer

  4. Adriana at 16:21

    Estou fazendo um curso de gestao administrativa e tenho q montar um cronograma mas n sei.
    Alguem poderia me ajudar?

  5. Tiago at 12:52

    Olá Eli Rodrigues, muito obrigado pelo conteúdo. Sinceramente é de grande proveito e ajudou-me bastante num trabalho escolar. Obrigado!

  6. Miguel Mira at 16:26

    Manter uma organização é sem dúvida difícil. Mas quando esta está pronta, seguir o cronograma fica muito mais simples, permitindo facilitar muito não só as tarefas da vida social, mas a acadêmica bem como a profissional.

    Eu mantenho um Blog Escolar para a escola onde eu estudava. Nesse espaço eu faço artigos sobre os mais variados assuntos referentes a métodos de estudo e aprendizado. Gostaria de compartilhar o link de uma postagem contendo alguns desses métodos, como o Gráfico de Grantt citado no seu artigo, que serviu de inspiração para o meu. Confira o abaixo:

    Montagem de cronogramas. Planejando ações na medida do tempo

    O nome, Blog Escolar do SESI 166, vem justamente dessa tentativa de colocar os alunos no meio digital. No final do artigo disponibilizo um arquivo em Excel para que os mesmos possam se organizar com mais facilidade. Aguardo a sua visita senhor Rodrigues!

Deixe seu comentário