Filme: O senhor das moscas

Filme: O senhor das moscas

lordoftheflies2

Sinopse

O senhor das moscas é um filme fantástico, baseado no livro homônimo escrito por William Golding. Ele retrata a história de um grupo de garotos que sofre um acidente aéreo e se abriga numa ilha deserta.

Ao chegar na ilha, os garotos elegem um líder e estabelecem uma sociedade colaborativa e democrática, com missões para coleta de alimentos, montagem de um acampamento e a manutenção de uma fogueira para serem resgatados. A frágil sociedade começa a desmoronar, quando um grupo de garotos questiona a probabilidade de serem resgatados, e prefere ocupar seu tempo com brincadeiras e caças, invés de manter a fogueira. A situação fica mais tensa quando um dos garotos encontra um monstro na ilha.

Sem a proteção dos adultos, os garotos sentem-se obrigados a criar mecanismos de proteção, e com isso, juntam-se quase todos ao grupo de “rebeldes”. Assustados e agitados, começam a zombar e até a ferir uns aos outros, criam rituais com danças e oferecem sacrifício ao monstro. No ápice do filme, os garotos rebeldes tentam exterminar todos seus opositores até que, finalmente, são resgatados.

lordofflies-thumb-600x360-23187

Análises do filme

Fiz um apanhado de várias análises possíveis sobre o filme: Dicotômica, histórica, psicológica e social.

Na dicotômica, Ralph e Jack representam ordem versus caos, democracia versus tirania, justiça versus medo, bem versus mal etc.

Historicamente, considera-se o fato do livro ter sido escrito após a segunda guerra. Jack e seu exército representariam os nazistas e a perseguição  e extermínio de opositores.

Pelo prisma psicológico, observa-se a natureza competitiva do ser humano (embora haja controvérsias) e como livre da lei pode se tornar selvagem. Também se pode observar a complexidade do ser humano se olharmos todos os personagens como um único ser, sendo Ralph a bondade, Jack a parte selvagem, Piggy a racionalidade e Simon o lado espiritualizado etc.

Pelo aspecto social, observa-se como o poder democrático pode ser manipulado para o mal; como as pessoas tem mais facilidade para unirem-se contra um inimigo comum (monstro) que pelo bem comum; como as pessoas são manipuladsa por suas necessidades, neste caso, a satisfação imediata da sensação de medo etc.

O que mais me chama atenção é o processo de transformação que os garotos passaram. Tiraram suas roupas, tornaram-se como índios, pintaram seus rostos, adotaram lanças, juntaram costumes e tornaram-se um grupo coeso e disposto a  a seguir a liderança de um ditador. Quanto mais garotos participavam do grupo mais os “opositores” se sentiam pressionados a conversão. Em posts futuros irei destrinchar os elementos da formação de grupos.

Até lá.

Eli Rodrigues

Links relacionados:

Publicado por: Eli Rodrigues